Redução de Danos para os Consumidores Drogas, perante o COVID19

March 20, 2020

Tradução fornecida por Talking Drugs


 

As dicas que se seguem foram desenvolvidas com o intuito de informar a comunidade global de consumidores de drogas sobre medidas importantes de redução de danos a colocar em prática durante a decorrente pandemia de COVID-19 (“coronavírus”). Por favor, partilhe, dissemine, e altere consoante as necessidades da sua comunidade, de modo a que consiga responder às necessidades desta. Mais importante, por favor, garanta a sua segurança e a daqueles à sua volta.

  1. NÃO PARTILHE cachimbos, cachimbos de água, vapes ou “charros”, assim como todo o equipamento reservado à injeção de drogas, incluindo a água esterilizada. 
     
  2. Se tem dinheiro para tal, tente ARMAZENAR as drogas da sua preferência antes que a situação se deteriore ainda mais.
     
  3. Se se encontra em OST, pergunte ao seu médico se é possível passar UMA RECEITA PARA TRÊS MESES, QUE LHE PERMITA LEVAR CONSIGO A MEDICAÇÃO PARA CASA. Pergunte se é possível evitar as consultas e os testes à urina durante um período de, pelo menos, três meses.
     
  4. ESTEJA PREPARADO PARA SE SUJEITAR A UMA ABSTINÊNCIA INVOLUNTÁRIA na eventualidade de o seu fornecedor(es) adoecer. Tenha um “plano B” e certifique-se de que tem consigo toda a medicação, comida e bebidas necessárias ao processo de desintoxicação de opiáceos. Passos semelhantes podem ser tomados para aqueles que consomem outros tipos de drogas. 
     
  5. ARMAZENE O MATERIAL/EQUIPAMENTO NECESSÁRIOS AO SEU CONSUMO DE DROGAS e armazene o suficiente de modo a que dure pelo menos três a quatro semanas (mais tempo, caso seja suscetível a infeções e se os programas o permitirem). 
     
  6. LIMPE as embalagem/invólucros com produtos de limpeza com álcool na sua composição, após lhe serem fornecidos pelo seu fornecedor ou depois de os ir buscar. A concentração mínima de sessenta por cento de álcool mostrou-se capaz de eliminar, de forma eficaz, o vírus. Gel antibacteriano não é capaz de matar o vírus, sendo, no entanto, melhor que nada. 
     
  7. EVITE COLOCAR SACOS/INVÓLUCROS DE DROGA NA SUA BOCA, VAGINA OU ÂNUS. Se o tiver de transportar no seu corpo, limpe-o de forma vigorosa com um produto de limpeza com álcool na sua composição, antes e depois de retirar o saco, e se o transportar na sua boca, use um elixir bocal com álcool, após o fazer. 
     
  8. LAVE AS MÃOS com sabão e água quente, vigorosamente, durante, pelo menos, vinte segundos (ou durante mais tempo, se for possível) por todas as vezes que entrar em contacto com outras pessoas, após mexer em dinheiro, e após receber as suas drogas. Dê privilégio ao papel de cozinha para secar as suas mãos, ou use, no mínimo, uma toalha limpa.
     
  9. PREPARE AS SUAS PRÓPRIAS DROGAS e garanta que não entra em contacto ou toca no equipamento/drogas de outros indivíduos, não deixando que outros toquem nos seus. 
     
  10. Se apresentar sintomas, ou caso se sinta doente, EVITE IR AOS SEUS PROGRAMAS LOCAIS DE HR, PESSOALMENTE – SOLICITE QUE ESTES LHE ENVIEM O NECESSÁRIO, e informe-os que sente doente, de modo a que estes possam tomar as precauções necessárias para garantir a sua segurança. 
     
  11. Esteja preparado para a POSSIBILIDADE DE OS PROGRAMAS DE TROCAS DE AGULHAS E DE TRATAMENTOS DE DROGAS ENCERRAREM (e possivelmente os centros de desintoxicação de drogas) e siga os passos 2,3,4 e 5 no sentido de reduzir os problemas inerentes à carência de drogas e materiais. 
     
  12. Tenha em consideração que aqueles com sistemas imunitários comprometidos, com doenças pulmonares e com outros quadros clínicos pré-existentes estão em maior risco de contrair o COVID19. Ajude a mantê-los em segurança, ao garantir a sua própria segurança – siga estes passos, bem como outras dicas de redução de danos de modo a atingir este objetivo.